qualificações no currículo

O que colocar em qualificações no currículo?

As principais questões durante a análise e seleção de currículos para a contratação de um novo funcionário são: Por que devemos contratar este candidato e não outro? De que forma as habilidades, capacidades e qualificações desse candidato vai agregar e contribuir para sua atuação na empresa? 

 

O que você coloca no seu currículo será, em primeiro instância, o que responderá essas perguntas e definirá se você será ou não contratado.

 

Diante disso, após a descrição das suas informações básicas, e de seu objetivo ao se candidatar para alguma vaga, o próximo ponto a ser analisado são suas qualificações. Elas vão informar ao recrutador ou ao empregador sobre suas experiências, habilidades e aptidões profissionais e de que forma elas podem ser ou indispensáveis para a empresa. 

 

Esta sessão exerce um impacto poderoso sobre os selecionadores e precisa ser elaborada com cuidado e muita atenção para que ela não exerça um efeito contrário e se torne motivo para sua desclassificação e descarte de seu currículo.

 

Veja a seguir como e o que colocar em qualificações no seu currículo. Boa Leitura!

 

O que são as qualificações no currículo?

 

As qualificações dizem respeito à apresentação, de forma resumida e direta, de suas principais realizações, características profissionais, conquistas, habilidades, conhecimentos e vivências. 

 

É tudo aquilo que contribui para construir e enriquecer sua trajetória profissional e que, no currículo, será fundamental para o recrutador saber se seu perfil é ou não adequado para a empresa.

 

Para muita gente, listar suas qualificações no currículo pode ser uma tarefa difícil e complicada, se este for o seu caso, fique tranquilo, vamos detalhar a seguir o que é necessário para acertar nas qualificações.

 

Saiba o que colocar na descrição do seu currículo para chamar atenção no recrutador da vaga

 

Quais qualificações são necessárias para compor o currículo?

 

As qualificações profissionais compõem dois fatores diferentes, porém complementares. Que precisam estar presentes em seu currículo para que o empregador tenha um panorama geral de sua vida profissional. Vamos explorar cada um deles:

 

  1. Grau de escolaridade

 

Neste campo você colocará sua  formação educacional, Formação Acadêmica ou Grau de Escolaridade que reúne informações sobre sua trajetória de aquisição de conhecimentos e ferramentas e recursos que contribuíram ou contribuem para seu aprendizado. Fazem parte:

 

  • Grau de Escolaridade – Ensino fundamental, médio ou Superior
  • Formação acadêmica – Graduação em Bacharel ou Licenciatura, Curso Tecnológico, Pós Graduação, Mestrado, Doutorado, etc.
  • Cursos Técnicos ou profissionalizantes;
  • Cursos de extensão, aperfeiçoamento, capacitação;
  • Idiomas – Nível de conhecimento (básico, intermediário, avançado ou fluencia)
  • Conhecimentos em informática – Pacote office, Photoshop, Corel draw, etc.
  • Quaisquer outras habilidades, conhecimentos e certificações que estejam relacionadas a vaga em questão

 

  1. Experiências profissionais

 

As experiências profissionais se referem ao campo destinado a acolher todas as experiências no mercado de trabalho que forem relevantes para qualificá-lo para a vaga que você deseja. Nele você deve incorporar suas áreas de especialização.

 

Dizem respeito também: 

 

  • Ao tempo que você trabalha profissionalmente em determinada área;
  • Às suas conquistas profissionais (prêmios, licenças e certificações)
  • Às empresas as quais fez parte e a função exercida, bem como descrição resumida de suas competências, práticas e ações nos cargos diretamente relacionados a vaga que almejada; 
  • Realização de estágios.

 

Quais qualificações devem ficar de fora?

 

Depois de conhecer quais qualificações são relevantes para valorizar seu currículo e chamar a atenção do empregador, é muito importante que você avalie quais as qualificações não são adequadas, e precisam ser omitidas.

 

Um erro muito comum é acreditar que, se um profissional trabalhou em 10 empresas ou possui 4 cursos profissionalizantes em áreas diferentes, todas essas informações devem ser colocadas no currículo.

 

Lembre-se: Um bom currículo é sucinto e objetivo, devendo conter no máximo 2 páginas.

 

Por isso é importante selecionar e estabelecer critérios eficientes para que, quem for analisar o seu currículo, entenda que suas qualificações são válidas e úteis para a empresa. Desse modo:

 

  • Se possível, faça currículos personalizados e direcionados para cada empresa em que for buscar oportunidades de trabalho;
  • Evite incorporar habilidades obsoletas; um curso realizado a 20 anos atrás, não será o mesmo hoje.
  • Se você se candidatou a uma vaga como auxiliar administrativo, por exemplo, o curso de teatro nos tempos de escola é irrelevante.
  • Nunca minta em seu currículo!

 

Como acertar nas qualificações do currículo?

 

Fazer uma lista de suas qualificações e analisar quais podem ser relevantes para a oportunidade de trabalho que você está de olho é sempre uma ótima estratégia.

 

Acertar nas qualificações te colocará um passo à frente e será o melhor caminho para que você seja notado e valorizado no processo de seleção.

 

Chegou a hora de colocar a mão na massa e elaborar o seu currículo! Mas antes, conta pra gente se esse texto foi útil para você!

 

10 coisas que você deve evitar ao criar um currículo para vaga de emprego

Criamos esse post para te ajudar quando for criar o seu currículo, são 10 dicas que você deve evitar na hora de fazer o seu currículo.

Veja o conteúdo completo: 10 coisas que você deve evitar ao criar um currículo para vaga de emprego

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *